Notice (8): Undefined index: tagdescription [APP/View/Layouts/default.ctp, line 23]"> Notice (8): Undefined index: tagkeywords [APP/View/Layouts/default.ctp, line 24]"> Notice (8): Undefined index: tagauthor [APP/View/Layouts/default.ctp, line 25]">
NEWS

E-Sport e o futuro

#Artigos | 13/10/2016 17:44:31

E-Sports e o Futuro

Há pouco mais de 10 anos, pouco se falava no termo “E-Sports”. Afinal, "jovens" tendo disputas em jogos eletrônicos era algo que eles não consideravam minimamente esportivo, especialmente por não ter uma bola em campo.

Mas estamos em 2016 e o E-Sport já é uma realidade, algo que já deixou o mercado de nicho e alcançou a grande mídia.

É desnecessário recapitular a história do mesmo, ela acontece dia após dia, em um ritmo cada vez mais intenso.

Números

Com números crescentes, essa modalidade esportiva ganhou atenção, contando com cada vez mais investimentos e, em alguns casos, com comissões técnicas que fariam qualquer time de menor expressão no futebol nacional sentir um pingo de inveja, times viajam para outros países para treinar e competir com frequência, são assediados por fãs e torcedores, são exemplo para crianças que almejam se tornar como eles, os "cyberatletas".

O maior exemplo dessa realidade é o League of Legends, jogo lançado em 2009 pela Riot Games que desde então, não parou de se transformar, modificar e acrescentar e sempre a aumentar tanto a sua base de fãs quanto o seu número de jogadores espalhados pelo mundo.

League of Legends é o jogo mais jogado pelo mundo. Em 2015 ele teve sozinho 22% da fatia de mercado de games, estamos falando de mais de um quinto de tudo que foi jogado em 2015.

Mas não para por aí, contando com mais de 12 milhões de jogadores diariamente, a marca surpreendente de 7,5 milhões de pessoas jogando ao mesmo tempo foi alcançada.

Se compararmos com o ano de 2013, o crescimento foi de mais de 150%, vemos que o crescimento contínuo demonstra que muito mais vem pela frente.

Brasil

Se os números impressionam, mais surpreendentes ainda é o nível das competições, muitas delas sendo feitas em templos de outras modalidades esportivas, como o Futebol e, em muitos casos, com uma plateia ainda maior acompanhando os duelos virtuais entre dois times mostra uma realidade inegável: O e-sport veio para ficar.

A final do CBLOL 2015, no Allianz Park reuniu 12 mil pessoas em um estádio de futebol, gente do Brasil inteiro que se reuniu para ver a final entre dois times de esporte eletrônico. Além disso, centenas de milhares de pessoas estavam espalhadas pelo território nacional acompanhando as mesmas partidas, fossem em cinemas ou em suas casas através das streams.

Claro, a competitividade entre os times é enorme, rivalidades existem e o espaço para crescimento parece ser infinito. Mas até onde irá, enquanto em outros países a atividade já é reconhecida como um trabalho e, em outros lugares ela tem incentivado o interesse pela tecnologia e a proximidade do mundo globalizado, algumas regiões ainda estão dando seus primeiros passos rumo a essa realidade.

O futuro

Seja com o League of Legends ou com outras modalidades de esportes eletrônicos, os números crescem a cada ano, novas pessoas se interessam por isso, mais gente deixa de achar que é apenas uma brincadeira de crianças e adolescentes desocupados e começam a encarar a realidade desse crescimento.

As premiações desses campeonatos já passam dos milhões de dólares, não apenas em finais, mas no decorrer dos anos competitivos com as muitas etapas dos mais variados campeonatos em todos os cantos do mundo.

O mercado que se forma ao redor dessa atividade já é um ecossistema bem variado, desde pessoas especializadas no entretenimento com suas "streams", passando por profissionais que procuram aprimorar cada vez mais o ambiente desportivo nos times profissionais, e até mesmo de jornalistas que cobrem este universo.

Qual é o futuro do e-sport? O que acontecerá com seus fãs e como essa atividade se desenvolverá pelos próximos anos? Essas perguntas não serão respondidas hoje, nem mesmo amanhã, nessa jornada que se apresenta diante de nós acompanharemos as maravilhas que ainda estão pela frente, os obstáculos que essa atividade terá de enfrentar e as conquistas que ainda nascerão.

Você está preparado para a revolução?

Por: Gabriel "Arddhu" Gastaldo

Publicidade

Leia também

CBLOL 2017 - Semana 01/Dia 02

23/01/2017 12:12:19

Assassinos Reformulados: Katarina

28/11/2016 17:41:53

Publicidade
Youtube
Instagram
  • Carregando...
Publicidade